O Papa telefonou-me...?

by - quarta-feira, outubro 21, 2015


Penso que é algo que ainda nunca revelei aqui no blog, simplesmente porque nunca calhou, mas sou uma menina da igreja. Vou à missa aos domingos, vou à catequese, faço as minhas orações quando assim o entendo, vou pelo menos uma vez por ano a Fátima... enfim, e faço-o porque gosto e porque acredito, e não tenho quaisquer problemas com isso.

Apesar de já andar nesta vida desde os  anos, foi com o começo da adolescência, e a entrada nesta nova fase mais madura (ou não) que comecei a dar mais valor à minha fé e a acompanhar melhor as notícias acerca da sede da igreja no Vaticano e do Papa. Em especial desde que temos este novo Papa Francisco.

E acho que já todos devem ter ouvido falar que é um papa digamos que... revolucionário... tendo em conta todos os papas e regras que existiram antes dele. E também é do conhecimento comum que ele frequentemente responde a cartas que lhe escrevem, faz alguns telefonemas... esse tipo de "cuidados" para com os católicos que o contactam.

Bem, vocês também não sabem, mas a minha mãe tem um grande amigo que é padre. E que o ano passado foi nomeado chefe de um movimento católico, e que por isso está a viver em Itália, e tem, obviamente, muito contacto com o papa.

Então qual não foi a minha grande surpresa quando hoje, estava a ouvir as mensagens que tinham sido deixadas no voicemail no aniversário da minha mãe (que foi no fim de setembro, quando nós fomos viajar) e oiço uma mensagem do Papa! Sim, estou a falar a sério, não é brincadeira nenhuma! Eu nem queria acreditar! Ouvi a mensagem 3 vezes, até que a fui mostrar à minha mãe. Até ficámos a bater mal...

Rapidamente chegámos à conclusão de que certamente foi esse amigo padre, a minha mãe vai falar com ele. Afinal a minha mãe recebeu uma das melhores prendas que podia receber pelos seus 50 anos e nem sabia... enfim, é daqueles tesouros que vou guardar na minha memória, e queria partilhá-lo com vocês.
Margarida

You May Also Like

6 comentários

  1. Que sorte!!
    Eu tenho um imenso carinho por este Papa. Fiz o ano passado o meu crisma, andei sempre na catequese, mas com o tempo comecei a desacreditar (mesmo tendo um primo que é padre e tias catequistas). Há coisas que não fazem sentido para mim, mas acho que toda a gente deve de facto acreditar em algo, é importante. Posso dizer que acredito nas pessoas, especialmente neste Papa Francisco que está a revolucionar a Igreja. Espero bem que dure muitos anos!!!

    ResponderEliminar
  2. Não há mal nenhum em seres uma "menina da igreja". Eu adoro este papa. Ele é 5 estrelas, e vê o mundo com os olhos das pessoas normais. Que sorte a da tua mãe. Já agora, parabéns para ela!

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que seres uma "menina da igreja" é algo que te deves orgulhar :) Grande, grande surpresa...
    r: Não podia deixar de te agradecer muito, muito, muito pelo teu comentário e por me teres colocado um sorriso enorme. Muito obrigada

    Tem uma boa noite.

    ResponderEliminar
  4. ser "menina de igreja" não é motivo de vergonha. eu faço parte de um grupo jovem, canto em dois coros - um de igreja e o outro é musica classica mais em concerto mas, muitas vezes, missas também, vou à missa nao muito regularmente porque bem... a minha fé não é propriamente a fé que tu tens apesar de que isso está a mudar porque nao acredito propriamente naquilo que se diz digamos assim na igreja e discordo de muita coisa mas pergunto-me se realmente não há algo por detras de tudo... e taizé foi das melhores experiencias que vivi, e quando senti mais Deus e comecei a mudar as minhas crenças.
    quando o nosso padre fez 40 anos de sacerdócio o meu grupo mandou uma mensagem ao papa e ele foi felicitado por ele e adorou a surpresa que lhe fizemos.
    o que aconteceu à tua mãe, acho que vai mesmo ficar na memoria e sao assim, coisas simples, que nos enchem o coraçao! :)

    ResponderEliminar
  5. Também sou "menina da igreja" e é algo do qual me orgulho!
    Aííí que sorte! ;D

    ResponderEliminar