#4 Carta para os meus sonhos

by - sexta-feira, julho 01, 2016



Não é a primeira vez que escrevo esta carta. Aliás, não foi assim há tanto tempo que a escrevi pela última vez. Esta é uma carta que gosto especialmente de escrever de tempos a tempos. Podem ler a última carta aqui.

Desde esta última vez muita coisa mudou. Os sonhos (que no fundo são apenas objetivos) mudaram. Em parte porque eu mudei, em parte porque consegui finalmente abrir os olhos.

Já não quero entrar para medicina. Não quero porque sei que não consigo, não consigo porque percebi que afinal não estou disposta a abdicar de certas coisas do meu presente em prol desse futuro. Sobretudo não estou disposta a abdicar da minha sanidade mental que tanto me custa a manter, (e fingir que a mantenho quando sei que já a perdi).

Este foi um ano de loucos. O secundário absorveu todas as minhas energias até à última gota de sangue. Não vos vou dizer que estudei bastante, porque não o fiz. Mas as aulas são bastante intensas e a minha turma também não facilitou. Juntamos o recuperar de uma depressão. rapazes criançola a achar que são homem.

Mas já me estou a desviar do assusto... que os meus sonhos sejam reais, pode ser? Que sejam realizáveis. Não gosto de dizer que tenho sonhos. A palavra sonho leva-me para algo irreal, imaginário e inconcretizável. E eu sou uma pessoa que gosta de manter os pés bem assentes na terra. Gosto de pensar que tenho objetivos e tenho coisas que gostava de fazer. E pronto.

Espero conseguir tirar uma licenciatura, de preferência uma que seja eu a escolher, se possível no Porto. Quero ser feliz, quero-o mais do que qualquer outra coisa. Não preciso casar, não preciso ter cara metade, não preciso ter filhos. Só preciso de ser feliz. Provavelmente de uma qualquer maneira bizarra e única como só eu mesma sou, mas feliz.

Pode parecer estúpido, mas eu não espero alcançar grandes feitos na minha vida. Não sou esse tipo de pessoa. Quero ser uma boa profissional, independentemente do trabalho que tiver. Espero conseguir fazer a diferença na vida daqueles de quem gosto e que me rodeiam. Espero poder visitar alguns cantinhos do mundo. Espero conseguir tirar algumas fotos bem fixes. Espero conseguir ter a minha casinha, o meu carro, a minha independência financeira. Espero continuar a ter aqueles de quem gosto na minha vida, aqui ou em qualquer outra parte do mundo. Espero continuar a bloggar.

Acima de tudo espero ser feliz. Esse sim é o meu verdadeiro sonho, e espero que se realize da melhor maneira possível, pelo maior tempo possível. Porque eu adoro viver, e adoro adorar.

You May Also Like

0 comentários